O FIM

Não lhe saia da cabeça o sonho que tivera no vôo entre São Paulo e Londres e a imagem daquele monge esquisito, com aquele rosto de sobrancelhas espessas que parecia querer lhe comunicar algo muito sério. Se de fato não se tratasse de um monge da Ordem do Mistério do Sétimo Selo e sim de algum intruso, uma pessoa disfarçada de monge, que era o que parecia ser, alguém infiltrado … e se essa pessoa tivesse conseguido entrar, ainda que fosse parte de um sonho, ali, naquele lugar querendo comunicar-lhe alguma coisa a ele, por que teria arriscado tanto? Que mensagem tão importante poderia ser, naquele momento?

Assine aqui em RSS ou clique aqui para o itunes.

Comente agora

Seja o primeiro a comentar.

Deixe uma resposta